Trabalhando na Superintendência de Arquitetura e Serviços de Infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação, ex-integrante do C3SL, conta um pouco sobre sua trajetória

O ex – estudante de informática Antonio Hobmeir Neto, trabalha hoje na da Superintendência de Arquitetura e Serviços de Infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), em Brasília.  Ex-aluno da Universidade Federal do Paraná, e também ex-integrante do Centro de Computação Científica e Software Livre, ele aceitou contar um pouco sobre sua trajetória como forma de inspiração a outros alunos.

Antonio decidiu fazer o Curso de Ciência da Computação da UFPR depois de ler um artigo em uma revista que explicava de forma superficial como funcionava o bit/byte, por trás das aplicações. Isso despertou nele uma grande curiosidade, o que fez com que entrasse para a área. Já no curso, se dedicou bastante a participar de grupos de pesquisas, a trocar conhecimento com outros colegas, e colocar em prática o que aprendia em sala de aula.

A experiência adquirida no C3SL foi de grande importância porque, segundo ele “tive meu primeiro contato em aplicar as técnicas e conceitos aprendidos na academia em busca de solucionar problemas reais, o que me proporcionou uma experiência de trabalho em grupo multidisciplinar”. O projeto mostrou a ele, que é possível realizar grandes feitos através da cooperação entre técnicos, de forma descentralizada e não hierárquica. O que gerou impacto no trabalho que desempenha hoje.

Atualmente, trabalha como gestor à frente da Superintendência de Arquitetura e Serviços de Infraestrutura de Tecnologia da Informática e da Comunicação. De forma sucinta, é a área responsável por planejar, avaliar e controlar a arquitetura técnica, os serviços de infraestrutura, bem como os processos de desenho e transição de serviços. A área conta com mais de 240 colaboradores distribuídos em 6 localidades do Brasil. O maior desafio, segundo ele é “conseguir demonstrar sua capacidade de gerenciar uma equipe com diversidade de idade, experiência e conhecimento, tudo isso de forma descentralizada” A obtenção da vaga foi decorrente do trabalho árduo de gerir por 3 anos um dos departamentos da superintendência de forma descentralizada no meio de um grande trabalho de modernização dos processos e no avanço da gestão por indicadores.

Quando perguntado sobre sucesso, ele garante que, no setor público, “ter sucesso é conseguir usar conceitos e técnicas para simplificar os processos burocráticos auxiliando assim o cidadão no acesso ao serviço público de forma transparente e descomplicada”. Já o que o inspira a seguir em frente na área de informática é a consciência de que pequenas atitudes podem transformar de forma significativa a vida das pessoas. “Meu desejo é  ajudar na construção de um estado mais simples, integrado e transparente, proporcionando ao cidadão a participação direta na elaboração e avaliação das políticas públicas e ações de governo”.